Notícias

15 de janeiro de 2018 às 21:22:46

Ivan Leite: " Estância não pode ficar sem deputado "

“ Não dá pra deixar de ser otimista, e não deve haver corrupção ”


Ivan Leite: " Estância não pode ficar sem deputado "
Ivan Leite, 62 anos, é reconhecido em Sergipe pelo rigor como leva a sério as coisas na vida pública e na vida particular. Isso equivale a dizer sem concessões ao que não seja estritamente correto, legal e justo nas tratativas particulares e públicas.

E foi este traço que o engenheiro Elétrico e administrador de Empresa pela USP Ivan Leite imprimiu no DNA da política de Sergipe, com quatro mandatos eletivos, dois de deputado estadual - de 1990 a 1998 - e dois de prefeito de Estância - 2004 a 2012 - e um cargo de secretário de Estado, logo a área que diz respeito a ele, o da Indústria, Comércio e Turismo.

Neto do senador e industrial Júlio Leite e filho do empresário e industrial Jorge Leite, Ivan responde hoje pelo posto de diretor-presidente da Sulgipe, em sucessão ao pai, que está fora da gestão depois de 50 anos de atividade. “Penso que preferia muito mais assinar como diretor-gerente, como eu era, e ele como diretor-presidente. É uma falta muito grande”, diz, na tradução do respeito que tem ao seu velho Jorge.

Há cinco fora da gestão pública - ele foi sucedido por Carlos Magno em 2012 -, Ivan Leite não aliena sua visão política. Continua lendo esta atividade com olhar aceso. Lê com cuidado e sem radicalismo os problemas do Brasil, de Sergipe e de Estância.

Acha, por exemplo, que a corrupção não serve a nada e que precisa, obviamente, ser banida. “A corrupção, seja em que lugar do mundo for, infelizmente, está presente. O que não pode é ela virar uma instituição dentro de um governo. Isso é péssimo. Desmotiva qualquer cidadão, seja o funcionário, o dono da microempresa, o grande empresário”, diz ele.

Na leitura que faz das questões políticas de Sergipe, Ivan diz que hoje votaria em Belivaldo Chagas para o Governo do Estado, defende que Jackson Barreto pode colaborar com o Brasil com um mandato de senador e vê a necessidade de André Moura voltar a Brasília como deputado ou até ampliando seu leque de importância, com um mandato de senador.

Com relação a Estância, o foco de Ivan Leite parece mais aguçado. Não só pelo fato de ter na esposa, a vice-prefeita Adriana Leite, uma pré-candidata a deputada estadual, mas por levantar a bandeira de que a cidade deve tomar tino para eleger até mais do que um deputado estadual.

Confira à entrevista completa (aqui). 

Colunistas