Notícias

14 de novembro de 2018 às 20:39:45

SINDSEME inspeciona garagem da educação de Estância e comprova depredação no local


SINDSEME inspeciona garagem da educação de Estância e comprova depredação no local
É constante a preocupação do Sindicato dos Servidores Públicos de Estância e Arauá quanto aos salários dessa classe e mais ainda, com a prestação de serviço que é oferecida á população, esta por sua vez paga imposto e merece ser bem atendida pelos setores públicos.

Mas também, para que esses trabalhadores da iniciativa pública possam oferecer serviços de qualidades, necessário se faz, e é direito deles, que o gestor oferte condições dignas de trabalho. E isso, em algumas secretarias importantes da prefeitura de Estância não se observa a contento. Lamentavelmente é o caso da Secretaria Municipal de Educação.
Na última segunda-feira, 5, integrantes da diretoria do SINDSEME, realizaram uma diligência na garagem na qual ficam os transportes da Secretaria Municipal de Educação, com o objetivo de fazer um levantamento sobre as condições de trabalho e consequentemente cobrar da prefeitura os possíveis investimentos necessários.
No andamento da inspeção, de acordo com o SINDSEME, foi constatada precariedade na segurança da garagem, esta se encontra cercada com tela de arame danificado e com o acesso de pessoas sem controle. Há ainda, a vulnerabilidade dos servidores e do patrimônio público material como: ônibus, caminhões e carros de passeio.
Outra problemática encontrada foi a péssima iluminação em alguns pontos da garagem. A equipe do SINDSEME observou a falta de uma pavimentação asfáltica ou a paralelepípedos. Sem esse benefício, é possível se deparar com muita poeira durante o verão e no inverno, a lama toma conta das imediações daquele lugar. “O ambiente é muito insalubre e possui mato nas redondezas”, disse o sindicato.
Quanto às instalações internas da garagem, a situação é de penúria, pois existe o improviso numa das salas de descanso do motorista (entre os intervalos do seu roteiro). Para completar o descaso nesse setor, a limpeza diária nesse ambiente não está acontecendo; a fiação elétrica está exposta, colocando em perigo a vida de todos que atuam por lá e há a ausência de um extintor de segurança.
O presidente do SINDSEME, Carlito Lemos, disse que o tema ‘condições de trabalho’, tem sido exposto pelos prefeitos que tem passado pelo Paço Municipal em segundo plano. “Eles tem deixado sequelas, desde impacto negativo na saúde do trabalhador, até a qualidade dos serviços ofertados ao povo”, destacou Carlito.
Diante desse quadro de depredação na garagem da Secretaria de Educação, o SINDSEME garantiu que vai oficializar a prefeitura sobre o assunto nos próximos dias.

Por: Assessoria do SINDSEME

Colunistas