Notícias

5 de janeiro de 2019 às 15:07:33

Polêmica: Vereador estanciano pode perder mandato sob acusação de infidelidade partidária

E agora ?


Polêmica: Vereador estanciano pode perder mandato sob acusação de infidelidade partidária
Conforme noticiado por no último dia 03/01, o vereador Dionísio de Almeida Neto, ainda no Rede Sustentabilidade, está de malas prontas para deixar a sigla partidária e seguir novos rumos. Porém, à decisão considerada por alguns como precipitada, pode ser apenas o começo de mais uma história polêmica para o curriculum político de Dionísio Neto.

Desde que o parlamentar entregou sua "Carta de Desfiliação" à presidente do Diretório Municipal do Rede Sustentabilidade de Estância, a senhora Maria de Fátima, justificando quê a sua saída dá sigla dava-se pelo fato da mesma não ter atingido sua "Cláusula de Barretira", o clima entre filiados e membros da REDE é de tensão e de exigência de medidas urgentes contra o parlamentar que agora corre o risco de perder o mandato sob acusão de "Infidelidade Partidária".
Ontem, 04/01, membros e filiados da REDE reuniram-se em Estância e por unanimidade decidiram por uma ação de expulsão do parlamentar Dionísio Neto. Segundo Paulo André, vice-presidente da REDE em Estância, o partido estará requerendo judicialmente o seu mandato na Câmara Municipal de Vereadores, através de uma ação declaratória de perca de mandato por infidelidade partidária já que ao invés de apoiar o então candidato a deputado estadual no último pleito eleitoral o professor Paulo André, o vereador Dionísio Neto declarou apoio a deputada estadual eleita pelo PR de Itabaianinha, Janier Mota.
Em Nota Pública divulgada logo após a reunião ordinária ocorrida ontem à noite, a qual Dionísio Neto não esteve presente, o partido acusa o citado edil de que desde a sua eleição em 2016 sua posição tem sido inerte à vida partidária, assim como, vem negligenciando os filiados e suas opiniões, bem como, estando ausente de ações e eventos locais e estaduais da Rede Sustentabilidade.

Ainda na nota, o partido a nível local afirma: O parlamentar vem deixando de interagir e atualizar-se das informações necessárias ao bom convívio partidário, em seu mandato, individualista e contraditório, sequer consulta ou aceita colaboração das instâncias partidárias, salvo no caso da polêmica PL 74/2018.
Já na tarde deste sábado, o citado parlamentar desta reportagem, emitiu uma nova explicação sobre o polêmico assunto:

Nota Pública
Não tendo o partido Rede Sustentabilidade atingido a chamada "cláusula de barreira" nas últimas eleições e em virtude da mídia ter amplamente divulgado que parlamentares sergipanos eleitos pelo Rede haviam migrado para outra sigla partidária, criou-se uma certa confusão sobre a vida legal do partido.

Fazendo uma consulta mais apurada à legislação eleitoral, percebi que, mesmo a Rede Sustentabilidade não tendo atingido a "cláusula de barreira", continua existindo com legitimidade.
Outrossim, fui informado pelo diretório estadual do partido que, no próximo mês de março, haverá um Congresso Nacional do Rede no qual será discutido o seu futuro.
Assim sendo, não tendo até o momento oficializado meu pedido de desfiliação junto à Justiça Eleitoral, declaro que continuo pertencendo ao quadro de filiados do Rede até ulteriores decisões.
Estância-SE, 04 de janeiro de 2019. Vereador Dionísio Neto
Redação Factual 1


Colunistas