Notícias

9 de maio de 2019 às 22:01:34

Vereador Tito Magno destaca a insatisfação dos Guardas Municipais de com o Prefeito Gilson Andrade

.


Vereador Tito Magno destaca a insatisfação dos Guardas Municipais de com o Prefeito Gilson Andrade

O líder do PSB na Câmara Municipal, o vereador Tito Magno, usou a tribuna na tarde desta terça-feira, 07, para narrar os fatos ocorridos nos últimos dias e que demonstram a insatisfação dos guardas municipais com o atual prefeito de Estância/Se, Gilson Andrade.
Tito Magno destacou o corte do pagamento de horas extras aos guardas municipais que trabalham aos feriados e pontos facultativos, em regime de plantão, ocorrido agora no mês de Abril. Com esse corte, o prefeito Gilson Andrade causou um prejuízo de cerca de R$ 500,00 mensais para cada agente.
O parlamentar ainda destacou, que a aprovação do Plano de Cargos e Salários da categoria, ocorreu em desacordo com a categoria nos seguintes pontos: enquadramento automático respeitando o tempo de serviço; gratificação de 10% para cada agente que possui o nível superior; e manutenção das letras adquiridas ao longo dos anos. Esses pontos acumularão prejuízos financeiros aos guardas municipais.
Sobre as condições precárias de trabalho, os guardas municipais, através do SIGME (Sindicato dos Guardas Municipais de Estância), acionarão o Ministério Público do Estado de Sergipe, cobrando providencias cabíveis, para que a Prefeitura de Estância forneça EPIs’ e demais estrutura de trabalho. Além disso, a categoria cobra a conclusão do Curso de Capacitação, iniciado ainda na gestão do ex-prefeito Carlos Magno (PSB), e parceria com a ACADEPOL (Academia de Polícia do Estado de Sergipe).
Ainda sobre as cobranças, Tito Magno ressaltou que a categoria tá na bronca pelo não pagamento do Auxílio Uniforme, no valor de R$ 850,00 anuais, também instituído na gestão do ex-prefeito Carlos Magno. Segundo os guardas municipais, a administração de Gilson Andrade encontra-se com 2 pagamentos em atraso (2018 e 2019).
Tito Magno lamentou o fato dos guardas municipais terem sido proibidos de se manifestarem no último dia 04 de maio, nas comemorações dos 171 Anos de Estância. Na ocasião, foi colocada uma faixa na frente do Paço Municipal, na qual discriminava todos esses pontos abordados, mas ogo em seguida, foi retirada por determinação de membros da cúpula do prefeito Gilson Andrade.


Da Assessoria de Imprensa


Colunistas