Notícias

29 de novembro de 2019 às 22:08:30

Estância: Vereador Artur do PT denuncia que a Praia do Abaís virou um lugar sem lei


Estância: Vereador Artur do PT denuncia que a Praia do Abaís virou um lugar sem lei
“Está chegando estação de estiagem e estamos preocupados com a questão do abuso de som na Praia do Abaís; como está, virou um lugar sem lei nos finais de semanas. Algumas pessoas acham que estão em casa e fazem o que querem com som em demasiado volume e música de profundo mau gosto”, relatou.

Foi verbalizando dessa forma que o vereador estanciano Artur Oliveira usou o pequeno expediente na sessão ordinária de quarta-feira, 27, para denunciar, como ele taxou, de esculhambação o que estão fazendo com o uso de paredões de som na Praia de Abais.
“O sujeito não se contenta em colocar o som em altura máxima até à meia-noite, então, toca a noite inteira. É preciso uma ação enérgica por parte da SMTT, da Guarda Municipal, dos órgãos ambientais para que não permitam que a praia vire um lugar sem lei, um lugar sem dono, um ambiente de esculhambação”, expôs.
O petista salientou que está chegando o mês de dezembro, período de muitas festividades nas praias e“é preciso que se programe junto aos órgãos competentes um trabalho de prevenção, bem como, contenção do abuso de motos sem descargas, é tirado o silencioso e ficam a fazer tremendo barulho que tira o sossego das pessoas”, reforçou.
Em sua oratória lembrou que a grande maioria dessas pessoas não é de Estância. “Essas pessoas vão para a praia para esculhambar, são de outras cidades; mesmo que fossem de Estância estariam cometendo infração. Mas, essas pessoas vêm de outros municípios com o intuito de esculhambar e tirar o sossego de famílias que residem naquela região”, grifou.
O vereador Artur Oliveira pontuou a necessidade de a prefeitura construir uma rede de baixa tensão no trecho entre Zé do Baião à praia. “Nos dias de festas muitas pessoas trafegam a pé por esse trecho, no escuro, ficam vulnerais ao perigo”, defendeu.
O petista ressaltou, também, a necessidade de ser feito o conserto do calçadão do citado local e ainda cobrou a construção de um ponto de ônibus na Reta do Abaís, indicação que fizera no ano anterior.

Por: Genilson Máximo


Colunistas