Notícias

15 de junho de 2020 às 20:15:29

Gilson Andrade no partido de Belivaldo, desmoralização política de Estância ou oportunismo político?

.


Gilson Andrade no partido de Belivaldo, desmoralização política de Estância ou oportunismo político?

Historicamente em Sergipe sempre teve aquela disputa política sadia e desenvolvimentista, principalmente, entre as cidades regionais do interior que são Estância, Lagarto e Itabaiana, e cada uma com sua característica bem marcante. Mas o que tem haver esse breve relato com o momento atual na cidade de Estância?

Bom, muita coisa, e levando em consideração que durante muito tempo Estância foi a principal cidade do interior do Estado e nos últimos anos está decadente em termos de desenvolvimento e realizações.

Mesmo sendo a terceira cidade que mais arrecada do Estado de Sergipe e nos últimos 3 anos, ter ficando atrás somente da capital sergipana, Aracaju e Socorro, muito por conta da força industrial a qual a Cidade Jardim se destaca como a maior exportadora de Sergipe.

Queria chamar a atenção para alguns aspectos importantes economicamente e politicamente falando, a questão dos investimentos do governo estadual nessas cidades citadas onde veremos uma total falta de consideração ao povo estanciano.

Em lagarto nos últimos 5 anos, foram investidos via Governo do Estado mais de R$ 16 milhões e 300 mil no mercado do município transformando ele em um mercado modelo, R$ 65 milhões  em saneamento básico, R$ 5 milhões e 300 mil no Balneário Bica, fora as promessas que ainda não saíram do papel como a rodovia SE – 170 ligando  Lagarto/Riachão do Dantas, um total de mais R$ 86 milhões investidos, e tem mais ações, mas irei parar nessas para não me prolongar.

Em Itabaiana que tem um prefeito de oposição, Valmir de Francisquinho, não foi diferente, e neste mesmo aspecto, cerca de R$ 13 milhões e meio foram investidos na construção do ginásio de esportes Chico do Canta Galo, R$ 68 milhões para saneamento básico através do projeto Águas de Sergipe e mais R$ 58 milhões via Proinvest para a construção da Rodovia SE-255 Itabaiana/Itaporanga tornando-se a referida malha viária a maior do estado com 53 Km de extensão, totalizando mais de R$ 139 milhões e meio em investimentos.

Agora mostrarei o que deve ter levado o atual gestor de Estância a ir para o partido do Governador Belivaldo Chagas, o PSD: Estádio Francão abandonado, sede da DRE 1 abandonada, quadra do Gumercindo não existe mais, Memorial da Cultura abandonado, anexo do Gumercindo abandonado, investimentos do Proinvest de R$ 15 milhões prometidos a Gilson Andrade quando deputado estadual para a reforma da Rodovia SE-470 Estância BR -101/Abaís, nada, e para não dizer que não falei das flores, veio o asfaltamento de algumas poucas ruas às vésperas das eleições de 2018 o quê ludibriou muita gente, como perguntar não ofende, será que foi por isso que o atual gestor foi para o partido do Governador?

Que os estancianos  não caiam mais na farsa do asfalto e não vire A Rosa do Asfalto da enganação, mas sim, a da verdade e indignação, pensem nisso.


Por: Álvaro Siqueira


Colunistas