Notícias

29 de junho de 2018 às 22:29:18

Subvenções, quem julgará é o Povo. Por: Alvaro Siqueira

.


Subvenções, quem julgará é o Povo. Por: Alvaro Siqueira

Há aproximadamente 3 anos e meio teve início no Estado de Sergipe uma das maiores operações de combate a corrupção, o famoso caso das "Subvenções da ALESE", o qual ganhou projeção nacional ocupando espaço de matéria especial nada mais nada menos que no Fantástico, maior programa jornalístico semanal da TV brasileira, exibido pela TV Globo. A corajosa procuradora do Ministério Público Federal, Eunice Dantas, junto a DEOTAP (Delegacia Especializada em Crimes Contra o Erário Público), realizaram um árduo e minucioso trabalho com provas robustas que incriminava nada mais nada menos do que os 24 deputados estaduais que representavam o povo sergipano na época, dos quais ela pediu a cassação de 13 e pagamento de multa de alguns outros.

Essa semana a sociedade sergipana ficou estarrecida, sendo pega de surpresa com o resultado do julgamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que absolveu todos os deputados estaduais envolvidos no caso.

Vale ressaltar que para os deputados não houve vitória, se levarmos em conta os votos dados pelo TRE e TSE o placar seria 10 a 4 pela condenação, dos 14 magistrados que participaram do julgamento, apenas 4 votaram pela extinção do processo e em uma democracia só uma instituição compostas por "semi deuses" tem esse poder, o da minoria prevalecer sobre a maioria, mudando de forma radical decisão proferida por instâncias inferiores.

É bom lembrar que a Justiça julga com base na Lei.

Temos que valorizar os profissionais do direito que fizeram um bom trabalho na defesa dos seus clientes, haja vista, as Leis de nosso país são interpretativas e há muito tempo precisam ser revistas, elas em sua maioria são criadas para favorecer os réus, principalmente os que tenham bastante dinheiro para chegarem até a instâncias superiores que é onde tudo acontece, segundo os advogados todos processos foram extintos por falhas encontradas nas inicias.

Agora está nas mãos da população o julgamento desses parlamentares, a eles, O POVO, caberá a tarefa de expurgar essa corja julgando se eles são inocentes ou culpados, mostrando que por mais força que os poderosos tenham, o poder emana do povo, vamos refletir só nós podemos mudar tudo isso.

Por: Alvaro Siqueira

Funcionário Publico e estudante de Serviço Social.


Colunistas