Notícias

7 de outubro de 2019 às 22:04:54

Cerca de 58 toneladas de óleo foram retiradas do litoral de Sergipe

Apesar da coleta, óleo ainda está presente no litoral (Foto: Ascom/Adema)


Cerca de 58 toneladas de óleo foram retiradas do litoral de Sergipe

Cerca de 58 toneladas de óleo já foram retiradas das praias sergipanas, em ação articulada por força-tarefa, envolvendo órgãos públicos e empresas privadas. O montante foi recolhido entre a quinta-feira da semana passada, 3, até o domingo, 6, quando o material foi pesado pela última vez, segundo informações de Marcelo Amorim, responsável pela Emergência Ambiental Nacional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Conforme Marcelo Amorim, a Petrobras está operando mediante requisição do Ibama, transportando o produto recolhido nas praias sergipanas para o município de Carmópolis onde ficará armazenado temporariamente, sob custódia da estatal petrolífera brasileira. Ele acredita que os reservatórios da Petrobras, preparado para atender as demandas de todas as plataformas instaladas em território sergipano, são suficientes para armazenar esse óleo de forma temporária.

Sergipe não tem estrutura para dar destinação correta a este tipo de material, que está causando um dano ambiental histórico na região Nordeste. Mas Amorim garante que todo o produto coletado terá uma destinação adequada, através de uma empresa especializada e habilitada para receber este tipo de resíduo. O Ibama ainda está tentando identificar o local para onde deverá seguir todo o material que ficará armazenado temporariamente em Carmópolis.

Novas manchas em Alagoas

Embora tenha recolhido este montante, as equipes da força-tarefa continuam em atividade no litoral sergipano recolhendo o material. Em Aracaju, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) mobilizou varredores que estão colhendo o material nas praias. De acordo com a assessoria de imprensa, a Emsurb faz a varrição e a Petrobras recolhe porque a equipe de varredores não têm habilitação técnica para realizar o transporte desse tipo de produto.

Segundo Marcelo Amorim, nesta segunda-feira, 7, não foram detectadas novas manchas em território sergipano. Mas o material ainda continua presente no meio ambiente em todo litoral. Em Alagoas, ocorreram novas manchas de óleo, especificamente na Lagoa do Pau e no Pontal de Coruripe, no município de Coruripe, conforme explica Marcelo Amorim.

Não há previsão para concluir esse trabalho. Para Amorim, a população não está dando a atenção devida e faz um alerta para que os banhistas evitem as praias.


Por: Cassia Santana


Colunistas