Artigos

29 de junho de 2017 às 20:32:05

NANDO CORDEL EM ESTÂNCIA!

Piauitingando


NANDO CORDEL EM ESTÂNCIA!
“ É tão difícil ficar sem você O teu amor é gostoso demais Teu cheiro me dar prazer Quando estou com você Estou nos braços da paz”.


Nascido em 13 de dezembro de 1953, na cidade pernambucana de Ipojuca, Fernando Manoel Correia, artisticamente conhecido como Nando Cordel, passou a infância em Ponte dos Carvalhos, no município de Cabo de Santo Agostinho.

Em Carvalhos começou a participar do Coral da Igreja Católica, despertando, assim, para o mundo artístico e musical. Aos quinze anos seu pai, um comerciante de nome seu Manoel do Posto, presenteou-lhe com o primeiro violão.

Aprendeu a tocar sozinho e aos dezessete anos já se apresentava em bailes. Daí pra cá não parou mais e se transformou num dos maiores cantores e compositores da música popular brasileira. Hoje é referência nacional.

O sobrenome Cordel surgiu a partir da sugestão de uma gravadora objetivando facilitar a venda de discos, propondo que utilizasse como nome artístico “Nando” (apelido de Fernando) e “Cordel” (junção do início de Correia e final de Manoel).

A expressão “Cordel” é ainda uma homenagem à literatura de cordel, arte popular de grande valor cultural e simbólico da região nordeste do Brasil. É com essa inspiração que brota do povo, que desenvolve seu trabalho.

Cordel lamentou que ninguém tenha lhe passado essa informação, nem sua produção, nem a Secretaria Municipal de Cultura, e que por isso não registrou todo o seu carinho e respeito pelo amigo. Disse isso num tom de agradecimento.

No último dia 23 de junho, o grande artista se apresentou no “Forródromo”. No final do show, procurei-o e o indaguei do porquê não ter homenageado seu amigo, Pedro Rogério Cardoso Barbosa (1957-2014), filho de Estância e que nominava o local.

Aproveito a oportunidade para registrar ainda, que tenho muito orgulho de ter sido o autor da Lei Municipal nº 1713/2014, de 08 de dezembro de 2014, que alterou o nome do forródromo João Alves Filho para Centro de Recreações Rogério Cardoso - artista estanciano de grande relevo.


PALAVRAS CHAVES: Forródromo, Nando Cordel e Rogério Cardoso. 

CÂMARA DE VEREADORES DE ESTÂNCIA 

Apesar de abocanhar mensalmente uma receita superior a 500 mil reais, alguns parlamentares andam comentando, à boca miúda, que a casa está no “vermelho”. O bom gasto público é um imperativo da sociedade atual.

CÂMARA DE VEREADORES DE ESTÂNCIA -1

A maior parte da base aliada do prefeito Gilson Andrade, PTC, tinha a expectativa que assim que aprovasse a reforma administrativa teria os seus espaços políticos ampliados. Ledo engano! Há vereador chateado e no limite de tolerância.  

CONVITE VERDE! 

O biólogo e presidente do Partido Verde – PV, César Franco, convidou Suely Barreto, PPS, para ingressar na sigla com o intuito de lançá-la como candidata a uma cadeira na Câmara de Vereadores em 2020. Existe tempo hábil suficiente!

FORRÓ DO SINDISA

O deputado federal João Daniel, PT, registrou no último dia 20 na tribuna da Câmara dos Deputados a realização do 18º edição do “Forró do Sindisa”. O pronunciamento do parlamentar foi veiculado na “Voz do Brasil” em rede nacional.  

PROMESSA

O prefeito de Santa Luzia do Itanhi, Edson Cruz, PMDB, anda contrariado e insatisfeito com o governador Jackson Barreto, ainda no PMDB, que prometeu asfaltar o centro da cidade e até o momento, nada! Cruz poderá inclusive deixar a sigla.


Por: Dominguinhos Machado

Autor

  • José Domingos Machado Soares, Dominguinhos, 44, é estanciano, graduado em História pela Universidade Federal de Sergipe -UFS e pós graduado em Didática e Metodologia pela Faculdade São Luis de França. Radialista e professor da rede estadual de ensino desde 2004. Foi vereador em Estância com atuação destacada por quatro mandatos.

Colunistas